MEU DRAMA, MEU TRATAMENTO

Meu tratamento; sabe na minha época da ativa eu não tive acidentes automobilísticos, desvios do comportamento sexual, não tive problemas sérios com meu superior. Eu era um bebedor solitário, não bebia em butecos, nem em festinhas às quais eu era convidado. Eu bebia à noite em minha casa, com as portas trancadas, campainha e telefone desligados, somente eu e a TV, minha grande amiga TV, nós combinávamos muito bem, até porque ela, (TV) não interferia nas minhas noitadas de bebedeira, e nunca me dizia que eu bebia demais, só falava e mostrava o que eu queria ver e ouvir, se isso não acontecesse, eu mudaria de canal e pronto; e isso durou por muito tempo, e eu bebia demais. Sabe, me dedaram, é! Deram com a língua nos dentes, sempre existem aqueles e aquelas que vigiam o padre! Não deu outra, meu superior me obrigou a ir ao tratamento, era ir ou... cair fora do sacerdócio, eu sabia, dadas as circunstâncias, eu fui. Na primeira semana foi um purgatório, me faltava a companheira de desventuras, a minha amada, e eu estava só, debalde rodeado daqueles que seriam meus colegas de purgação por cinco mêses; eu estava numa porre-seca insuportável, mas não queria desistir, nunca desisti de um programa no meio do caminho. Sabe, na medida em que fui adquirindo uma certa sobriedade, é que me foi caindo a ficha, e admiti enfim que, de fato eu necessitava de ajuda. Hoje, 17 anos depois, agradeço ao meu Poder Superior, por me ter dado a graça de me tratar na Comunidade Vida Nova em Curitiba. A gente se vê no Encontro Pascal!
Associação Comunidade Vida Nova
Há 30 anos nasceu Comunidade Vida Nova com o objetivo de salvar vidas. Nestes longos anos, já passaram por esta casa que é chamada “O Santuário da Sobriedade” centenas de Padres diocesanos, religiosos, religiosas, irmãos consagrados e leigos indicados por
R. Des. Octávio do Amaral, 1929 - Mercês - Curitiba / PR - CEP: 80710-620 (41) 3335.8991