QUIETUDE DA ALMA - BUSCA DO DIVINO

De muito, muito longe vem uma canção, suavemente como uma oração, oração que vem do além e infinito cosmos, de galáxias longínquas e distantes, ressoando ao som do negrume e silencioso universo. São vozes não pronunciadas, músicas inaudíveis, sem palavras, murmúrios que enchem o espaço sideral. "Na natureza, o canguru de repente pára, levanta a cabeça. Com as orelhas em pé, procura detectar a fonte de um ruído quase inaudível. O som procede de um conjunto de hastes da moderna tecnologia, que se movem lentamente sobre o piso. No silêncio e isolamento da região interiorana, as antenas e o canguru ficam imóveis, numa curiosa sincronia entre ciência e natureza". Esta é a quietude mansa da alma. Alguns escutam o silêncio na oração, outros cantam a canção em seu labor, alguns procuram os segredos na contemplação tranquila, em busca do infinito, em busca de Deus. O Pulsar de milhares de luzes que viajam a centenas de quilômetros por segundo, esta é a canção da sobriedade, da sanidade. Alguns a escutam no silêncio da contemplação, outros cantam a canção em sua luta pela sobrevivência, alguns procuram os segredos na meditação tranquila do infinito. Quando se alcança a serenidade de Deus, os ruídos do mundo se apagam, os rumores se aquietam. Tudo em volta se transforma em paz harmoniosa. O irreal se torna realidade! Tudo na vida é energia, energia na qual se pode contemplar o Divino e, vivendo dessa forma, aprendemos que tudo na vida é bênção. Já não há luta, nem dor, nem preocupação. Só há experiência do sobrenatural. Respira em cada flor, voa com cada pássaro, encontra beleza e sabedoria em tudo, já que a sabedoria está em todos os lugares, onde se forma um olho-d'água que borbulha a água límpida e cristalina, onde se forma a beleza, onde uma flor desabrocha e balança enfrentando a gravidade. E a beleza se forma em todas as partes, não há que procurá-la, porque ela virá a ti. Quando ages nesse estado, transformas tudo o que fazes numa canção da alma e, assim num dom, num oferecimento de ti para tua alma, e de tua alma para o Cosmo. Ao respirares, respira longa e profundamente, respira lenta e suavemente, respira a suave, a doce simplicidade da vida, tão plena de energia, tão plena de amor. É amor de Deus o que estás respirando. …Respira profundamente e poderás senti-lo, é o hálito de Deus. Respira muito, muito profundamente, e o amor te fará chorar... de alegria, Porque conheceste teu Deus, e teu Deus te presenteou com tua vida. Faz da tua vida e de todos os acontecimentos uma meditação. Caminha na vigília, não embriagado. Move-te com a perfeição, não sem ela, e não te detenhas na dúvida nem no temor, tampouco na culpa dos velhos hábitos do passado, ou na auto-recriminação dos erros cometidos. Viva só o hoje! Viva no esplendor permanente, com a certeza de que és muito amado. Vales o sangue de Deus! Sempre és bem-vindo à casa do Pai! Porque teu lar é o coração de Deus, e o teu coração, o lar dEle. Muitas 24 Horas de Serenidade - Sobriedade - Sanidade! Nos veremos em janeiro, se Deus assim o permitir! P. Aurélio
Associação Comunidade Vida Nova
Há 30 anos nasceu Comunidade Vida Nova com o objetivo de salvar vidas. Nestes longos anos, já passaram por esta casa que é chamada “O Santuário da Sobriedade” centenas de Padres diocesanos, religiosos, religiosas, irmãos consagrados e leigos indicados por
R. Des. Octávio do Amaral, 1929 - Mercês - Curitiba / PR - CEP: 80710-620 (41) 3335.8991